15 de junho de 2010

Fé ou Avareza?

É podre o apego exagerado ao dinheiro.
Podre é ainda mais quando os valores passam por mudanças negativas.

O que vemos hoje frequetemente na TV é a substituição da postura para com a palavra de Deus.

Um caminho para subir ao altar da avareza humana.

A saída agora é um forrózinho evangélico.
Que tal um Heavy Metal da Eterna, banda a quatorze anos na estrada cantando músicas evangélicas para jovens, para distrair um pouco?

Quem quiser escutar a palavra de Deus sem ir à casa do Pai Supremo basta ligar o aparelho de som e ouvir Padre Zezinho, Fábio de Melo e Marcelo Rossi, etc, etc, etc, etc.

Qual o equilíbrio existente entre a fé e a avareza?
Existe mesmo algum?

Estamos passamos por momentos de troca de valores.
Não estão falando de Deus como forma de Fé, crença e sim de interesse econômico.

Está banalizado este meio de ganhar dinheiro.
Em breve invés de orar irão passar o troco.

Fto-santoateismo

Um comentário:

  1. Essa é uma questão muito interessante... Inevitavelmente, remete a Max Weber e seu "A ética protestante e o espírito do capitalismo", que trata desse processo de secularização, isto é, a transformação do que era sagrado/divino em mundano e terreno. Agora, tem ocorrido o inverso: a conversão do secular em divino. O catolicismo está indo nessa onda por questão mesmo de sobrevivência, já que vem perdendo cada vez mais espaço pro neopentecostalismo na América Latina e na África.

    ResponderExcluir