10 de outubro de 2012

4º "Réu Geográfico" a responder o Advogado Geográfico



1. Será mesmo que os pescadores de nossa cidade irá votar em você?
Trabalhei muito para a regularização da Colônia de Pescadores de Esperantina. Ela estava a mais de 10 desativada. Desde 2007 quando comecei a assessorá-los os benefícios da Colonia já movimentaram mais de R$ 1.500.000,00. Agora se eles votarão em mim? Não sei. Na colonia ninguem é obrigado a votar em ninguem, nem mesmo em quem a organizou e deu nova vida, legalidade e resultados. Tenho realizado um trabalho bem transparente junto a eles. Eu pedi o voto deles. Se sou digno do voto deles, eles decidirão. Resultado eu tenho para mostrar. Mas o voto deles, eles é que mandam.

2. Você é daqui mesmo de Esperantina senhor  candidato?
Me tornei esperantinense de coração. Nasci em Parnaíba e há 10 anos fui contratado para desenvolver um trabalho em rádio comunitária aqui de Esperantina, a extinta Rádio Chibata. Comecei a desenvolver alguns projetos, constitui minha família aqui e tenho filhos esperantinenses. Tenho minha admiração a Esperantina e dedicação aos esperantinenses.

3. Acredita firmemente que irá vencer?
Estou trabalhando para vencer. Agora dizer com todas as letras que vou vencer seria pretenção demais da minha parte. É claro que ninguem sai para a guerra para perder, trabalhei bastante pela comunidade, se mereço continuar este trabalho, então, vote em 40.888, e com o seu voto firme para continuar a ação com projetos sociais.

4. Explique o verdadeiro motivo que fez você perder seu mandato.
Quando vim para Esperantina, ha 10 anos, vim contratado para trabalhar na extinta Rádio Chibata, como já disse anteriormente. Assim, me filiei ao PFL na ápoca, hoje Democratas e como muitos fui engando quanto ao carater do “dono” do partido. Suportei o que foi possível, mas eu não poderia mais ficar naquele partido. Não havia mais estomago pra isso. Demagogia, mentira demais, enganação demais. Como era arriscado eles tambem perseguirem o cargo de vereador que eu exercia.... esperei até o ultimo momento e solicitei minha desfiliação. Como a legislação brasileira entende que o mandato não é da pessoa, é do partido, perdi o mandato que tinha porque mudei de partido.

5. O que levou a defender a coligação 13?
Acompanhei uma admistração desastrosa para Esperantina. Uma adminsitração onde ninguem era ouvido, ninguem tinha voz, só quando era conveniente ao “chefe do partido”. Enquanto fui vereador, observei que a administração de Chico Antonio não conseguiu fazer tudo, mas fez muito. O proximo prefeito de Esperantina receberá uma Prefeitura organizada, com nome limpo, com projetos encaminhados. Nada disso o prefeito Chico Antonio recebeu. E todo o grupo conseguiu junto, unido, organizar toda esta cidade.

6. Qual seu projeto para nossa gente ou não têm nenhum?
O apelido “Paulo Projeto” representa que tenho trabalhado bastante nesta area. Projetos com resultados. Trabalho principalmente voltado para a economia familiar. Tenho projetos com os pescadores, piscicultores, criadores de cabras, catadores de lixo. E num proximo mandato, atuarei também na cultura, com os idosos e em defesa dos motoqueiros. Mas vou ser implacável nas propostas de contrução de industrias de cajuina, doces, leite, couro, fertilizante, babaçu. Alguem tem que ser insistente, paciente e teimoso nas ideias de geração de emprego aos jovens e pais de familia esperantinenses.

7. Qual sua escolaridade: sabe ler, ensino fundamental, médio, superior ou apenas saber ler figurinhas?
Cursei Administração de Empresas, pela UFPI. Tranquei o curso por me dedicar demais ao meu trabalho, na época, rádio comunitaria. E a carga de compromissos nos projetos me coupam até hoje e logo que possível retornarei ao curso.

8. Conhece de Lei Orgânica, Orçamentaria do município?
Lei Organica do Município e do Estado, Lei Orçamentária, Plano Plurianual, Código de Posturas do Municipio, Constituição Federal e todas as leis maiores que orientam o trabalho legislativo de um vereador. Todas as leis e normas em geral estão à um toque na tela da internet. Todo representante público deve saber usar esta ferramenta.

9. Têm alguma bandeira política especifíca sem ser a sua família ou trabalhar em prol do campo é o suficiente?
Minha bandeira política na verdade não é campo em si, é o desenvolvimento promovido pela própria comunidade. E isto deve acontecer no campo e na cidade. Pratico o chamado desenvolvimento endógeno (aquele que começa com a açaõ da comunidade e parte envolvendo toda a sociedade e parceiros). Por isso me preocupei tanto em organizar e fortalecer os grupos que trabalham com as maiores potencialidades economicas do município: caju, caprino, peixe, babaçu, mel. Se no Ceará e em Picos (PI) a cajucultura dá certo, porque aqui não daria? Se na Paraíba o leite de cabra dá dinheiro, porque aqui seria diferente? Portanto, reafirmo, minha bandeira é o desenvolvimento a partir da comunidade e nossas riquezas naturais.

10. Já têm experiência administrativa: associação de moradores, grêmio estudantil, hospitais, bancos etc?
Fui líder dos grupos de jovens da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, em Parnaiba. Fui presidente do Gremio da Escola Normal Francisco Correia, também em Parnaíba. Depois passei para o movimento de rádio comunitária, primeiro em Parnaíba, depois Teresina. Em Teresina me tornei instrutor do SEBRAE-PI  com Técnicas de Comunicação Voltadas para o Setor Produtivo, rodei um bocado desse Piauí mostrando para os jovens comunicadores o papel importante que tem a rádio comunitária dentro desse processo de desenvolvimento que propomos. Depois disso, vim pra Esperantina, e enquanto vereador articulei, mobilizei e assessoro até hoje associações de diversos setores, e também fui por 2 anos presidente da Colônia de Pescadores Z 37.

11. Saúde, educação, saneamento básico, segurança, obras, etc, de nossa cidade deve continuar a mudar?
Tenho projetos de fábricas que precisam de apoio financeiro de prefeito, governador, deputados e do governo federal. Estas fábrica são para castanha, cajuína, leite, queijo, fertilizante. Sabemos que uma cidade onde ha empregos as pessoas tem mais acesso a alimentação saudável, acesso à ferramentas de educação. Empresas tambem geram recursos para os cofres do municipio investir em saneamento publico, saúde e segurança. Desenvolvimento gera desenvolvimento. Agora, é importante saber que estas propostas não tem poder se forem isoladamente defendidas por uma pessoa só. Toda a sociedade (demais autoridades, comunidades, imprensa, comercio) devem atuar proativamente.

12. Já têm algum trabalho feito por nossa sociedade?
Apresento aqui uma lista considerada:
Trator, caminhão, kits de ordenha, rebanho de cabras leiteiras, mudas de cajueiros anão precoce, escritório de atendimento à sociedade, direitos de pescadores, organização de catadores de material reciclável. É importante anotar que a maior obra social que faço é a organização de grupos produtivos como é a ACVL, AOVICAPRE, COOCAIS, Colônia Z37,  AMPCC, AMCBP, ARES, APIVALE, APISMEL. Os projetos produtivos e sociais veem em nomes deles, estes grupos são portas do desenvolvimento local.

13. De onde está saindo o capital que está bancando sua campanha? Quem são seus fornecedores partidários?

Estou fazendo minha campanha com ajuda de amigos e poucos recursos próprios. De um consegui um bugre, outro um som, outros prestaram serviços a preços bem camaradas - rs. Enfim, o bom de se ter um trabalho sério, consolidado, é que quando a gente precisa, os amigos aparecem. E aproveito o espaço para agradecer a cada um deles: Geovane com seu carro e motorista, Nego do Taxi (o bugre, que foram minhas pernas), José Fontinele (o som que uso no bugre), Valdene, José Carlos, Marquinhos, Flávio Crespo e todos os amigos voluntários que sairam pedindo voto, muito obrigada mesmo, a cada um de vocês.

14. TEM ALGUMA ESTRATÉGIA PARA ESCAPAR DA "CHICA COMILONA"
Esta bichinha é mesmo implacável! rss. Minha “estratégia” foi trabalhar muito. Passei mais de 7 anos envolvido em muitos projetos, trabalhos, procurando mostrar resultados. Se vai dar certo pra escapar da “Chica Comilona” como você chama, aí é o eleitor que deve analisar, escolher e votar 40888.

15. Você é a favor da diminuição dos salários dos vereadores?
Sou a favor da dimuição dos salarios dos vereadores, contanto que a Camara disponibilize técnicos, profissionais qualificados para desenvolverem alguns estudos/ projetos a pedido dos vereadores, bem como um gabinete com Computador, Internet, Impressora e tudo que torne possível um trabalho de pesquisa e organizaçao de trabalhos sociais.
Eu, enquanto vereador, transformei minha casa alugada em um escritório onde atendo e assessoro os grupos dos quais participo. Contratei funcionarios, ajudei a trazer vários técnicos que fizeram alguns estudos e que hoje orientam meus trabalhos, além de comprar equipamento multimidia para dinamizar as reuniões de trabalho.


16. O que lhe diferencia dos outros candidatos para merecer um voto?
Minha moeda para o voto são os projetos de oportunidades para todos em Esperantina.



Todas estas perguntas foram direcionadas para você candidato, no entanto tenho uma para os queridos eleitores:
Você eleitor têm a coragem de colocar seu salário mínimo nas mãos desse candidato para ele gerenciar?
Caso tenha vote nele, caso contrário pense bem, pois caso ele ganhe é o que vai acontecer.
Eu tambem tenho uma pergunta aos eleitores.
__ Será que um mandato de projetos sociais ganha menos votos que um mandato de pequenos favores à sociedade?

Nenhum comentário:

Postar um comentário