19 de setembro de 2013

Especulação Festiva durante os festejos.

Fto - paulosetubalcaricatura
Com todo respeito ao meu amigo promoter Paulo Melo, tenho que dançar agora com as palavras para não continuar a rebolar nesta especulação festiva que acontece a cada festejo em nossa cidade.

Esperantina sofre com este mal das especulações: imobiliária, política, econômica, financeira e agora festiva.

A cada festejo é assim.

Primeiro, são contratadas sempre as mesmas bandas musicais. O ritmo é só um. Agrada a poucos. A propaganda sempre é feita na esfera da quantidade: muitas horas de musicalidade a ponto de chegar a 10 horas de festa, muitos visitantes estarão presentes, muita gente bonita (nem tanto), muita segurança, muito, muito e muito.

Segundo, tudo que é apresentado não é sentido antes, durante a grande festa da especulação festiva. Os ingressos antecipados taxados como mais baratos já são vendidos a altos preços. Acredito que já seria o valor adequado para toda a estrutura apresentada.
Vejamos. Durante a tarde antes dos shows os ingressos são todos vendidos, ou seja, os ingressos desaparecem de uma hora para outra e só voltam a surgir horas antes de começar a festa já com valores abusivos, nas alturas. Preço de ouro.

Terceiro e último, depois que começa a festa passamos a sentir a dança da sujeira espalhada pelo clube. Este ano não vi nenhuma lixeira espalhada pelo clube. Se fosse só isso até que poderia dar um jeito rapidamente. Mais não é. 
O que falar dos valores astronômicos da bebida dita 'quente'? É demais. 
E o que falar do valor da cerveja em lata que mais parece caldo, de tão quente, que é oferecida aos clientes? Lembrando que é necessário beber rápido devido a festa ter que terminar antes das 10 horas prometidas. Este ano só foram no máximo 8 horas.

E o que faz estas festas continuarem sendo realizadas? Nossa gente que compra sem reclamar, que bebe sem degustar, que dança até mesmo sem música nesta roda das especulações esperantinenses.

É hora de dar um basta nisto. Chamemos os heróis.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito". 

Nenhum comentário:

Postar um comentário