4 de outubro de 2013

A culpa da Cúpula.

Chupa.Foto: elninga
Às inúmeras vezes que fui perguntado de qual lado político partidário eu faço parte, respondi e continuo a responder: sou do lado de quem trabalha para minha gente, para quem faz o que deve ser feito, do lado do correto. Por esses e vários outros motivos já escrevi que meu partido é o MTS (Clique Aqui)
Estamos aqui não para ludibriar, para jogar a pedra e esconder a mão, de elogiar em busca de vantagem muito menos criticar por ser contra à alguém ou governo.
Estamos aqui para ajudar, mesmo que isso não pareça em primeiro plano aos olhos. Minhas críticas são construtivas e nada mais. A interpretação delas é que faz a diferença. Mas..... Fazer o quê?

Uma vez li sobre: "aqui nossos leitores não espera imparcialidades, espera ética" (Jornalpequeno - Linhares).
O que devo dizer dessa frase quando sou muito das vezes confundido como sendo partidário da Estrela Vermelha? Devo dizer nada, pois o que pensam de mim pouco me importa. Até pouco tempo atrás me preocupava o que minha querida mamãe falava. Hoje além do que ela fala, preocupa-me o que minha filha tem a dizer-me, apesar de que ela (filha) ainda não fala totalmente. O resto é resto com todo respeito aos meus irmãos e esposa.

Ao voltar ao detalhe da postagem digo que os professores que fazem parte, hoje, da grande cúpula municipal esperantinense que vivem a criticar-me por eu está falando (criticando para ver se melhora) sobre a administração da qual fazem parte, a única coisa que devo dizer neste momento é que mesmo depois que se tornarem oposição novamente continuarão sendo meus colegas de trabalho e de críticas ou elogios.

Uma vez falei ao próprio gestor e repito: Seu Lourival, espero que você não fique apenas quatros anos, mas oito frente a governabilidade de nossa cidade, para isso você deverá ser mão de ferro quanto administrar sua própria base (cúpula), pois se você ficar oito anos como gestor isso significará que está fazendo um bom governo.

Então que continue a me criticar da mesmo forma que crítico (construindo) ou continuarão sendo, como meu colega Sine Fide já falou, bobos da corte.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito".

Um comentário: