12 de junho de 2014

Seleção de um só jogador.

Não dá. Não dá para aguentar a principal rede de televisão do país ter que empurrar, de goela abaixo, a arte de apenas um jogador.

Começamos más quando os patrocinadores da seleção canarinho deram a lista de convocados para o técnico brasileiro fazer a alegria dos selecionados.

O Neymar deveria ter participado da Copa do Mundo de Futebol de 2010 quando estava no auge da boa forma juntamente com seu companheiro de clube da época Ganso como forma de experiência e espírito de grupo.
Depois de quatro anos, muito dinheiro no bolso, mídia o defendendo de todos os lados, Neymar se acha o bambam da seleção. Isso não irá ajudar-lo muito menos todo um grupo de 23 jogadores sendo que 22 apenas jogo para ele e não para um Brasil. 
O jogador Ganso afundou-se em não ter bons empresários para render um pouquinho para as mídias. O resultado disso foi a não convocação.

Outras copas já mostraram que para se vencer uma competição de apenas sete jogos é necessário mais do que um jogador. É nítido que sempre há um jogador que carrega o restante do time nos ombros. Aconteceu em 1970 com Pelé. Aconteceu em 1994 com o baixinho Romário. E o que falar de 2002? Ronaldo carregou, e bonito, o time nas costas. 
A diferença dessa copa no Brasil para as já citadas copas é que nas copas anteriores quando o Brasil foi campeão o craque do time era bem servido, o time era todo compacto para não dizer completo. Bom goleiro, zaga firme, laterais experientes, meias que dominavam tudo.
Agora não. Fora o Thiago Silva pulamos logo direto para o atacante Neymar, nem passamos pelo meio de campo.

Minhas esperanças de o Brasil conseguir o Hexa campeonato mundial são poucas. A mídia que fazer nossas esperanças. Nos repassa todos os dias a imagem de que esta seleção é boa, que Neymar vai decidir o caneco para nós, que o Brasil deve vencer só porque a competição vai ser em solo verde e amarelo. Caso fosse assim o Chile já deveria ter sido campeão 1962, o Japão em 2002 e etc.

Existem outros times mais completos e sujeito a vencer, no Brasil, a copa do Brasil. Que pena, mas existe.

Vou ficar aqui a ver o babão do Galvão lamentar nossas derrotas, fora e dentro de campo, por achar que mídia pode, a todos nós, manipular.

Viva o Brasil.

Foto: conversarafiada

Nenhum comentário:

Postar um comentário