1 de agosto de 2014

Merenda Escolar Estadual. É possível ser melhor!

Os alunos da rede Pública Estadual de Esperantina, mais especificamente do CEEP Leonardo das Dores e mais especificamente ainda os alunos do Curso Técnico em Enfermagem (2º C - Tarde) e por incrível que pareça mais e mais especificamente uma aluna (Keila Pinheiro) escreveu sobre a Merenda Escolar de seu estabelecimento de Ensino.

Todos devem saber que é Lei a Merenda Escolar. Inúmeros são os programas em defesa da devida nutrição dos alunos.
Alunos com 'bucho' vazio tem mais dificuldade de aprender.


Governo Federal, Estadual e Municipal se programam para atender esta obrigação alimentar dos quais os alunos tem direito.
Para fortalecer a agricultura familiar dos municípios, boa parte dessa merenda deve ser comprada da mesma (agricultura familiar).

Pensando nisso, cansada de comer merenda escolar repetitiva e obedecendo um trabalho da disciplina "Nutrição e Dietética", ministrada pela professora Lidiane, a aluna Keila Pinheiro escreveu:

"Os alunos do Leonardo das Dores, que aqui estão próximos de concluir o Ensino Médio, tende a se esforçar para a melhoria da aprendizagem, assim sendo requere uma boa alimentação.
No cardápio da merenda escolar durante a semana são distribuídos aos alunos lanches como sucos com biscoito, mucunzá, sopas, cachorro quente e frutas.
Na minha opinião, deveriam mudar este cardápio, ou seja, elaborar uma nova nutrição dando as alunos outros tipos de frutas, novos sabores de sucos (sendo estes naturais), arroz, feijão, carnes brancas, saladas, etc, etc.
Além de serem saborosos, tem valor nutricional mais elevado do cardápio atual.
Assim, aproveito para falar da ingienização.
Eu lhes faço uma pergunta: será que na rede estadual não há verba para comprar uniformes adequados às cozinheiras e auxiliares que fazem esta nossa merenda? 
Ham?  
Infelizmente já foram encontrados na merenda escolar cabelos entres outros tipos inadequação alimentar" 
Autora
Aqui fica a reclamação, que acredito, seja de muitos outros alunos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário