Pular para o conteúdo principal

Escola Técnica Profissionalizante de Esperantina

Foto 01
Enquanto o estado do Ceará conta com aproximadamente 115 Escolas Técnicas Profissionalizantes, construídas de acordo com os moldes do FNDE, o Piauí só agora ganha sua primeira.

E esta primeira escola técnica profissionalizante do Piauí começou a ser construída, pelo menos na cabeça e no papel, em 2008 através da equipe da SEDUC-PI comandada pelo secretário estadual daquela época Antonio José Medeiros e seu braço direito Marcílio Anísio.

A primeira escola técnica profissionalizante piauiense foi erguida na cidade de Esperantina. Por aqui quem sempre apoiou, e lutou, para este sonho sair do papel foi a atual diretora do Centro Estadual de Educação Profissional Leonardo das Dores (nome da escola técnica profissionalizante) Elisaldete Taquary.

Foto 02
A escola foi construída respeitando todo um orçamento e um modelo arquitetônico padronizado do MEC para todo o país em respeito ao clima, topografia e clientela de cada região.
Portanto, a escola técnica profissionalizante de Esperantina é igual às 115 do Ceará e tantas outras em outros estados federados do Brasil.

A escola de Esperantina foi construída com um orçamento de mais de 9 milhões de reais.
Quanto aos equipamentos, foram gastos (investidos) mais de 8 milhões.
Totalizando mais de 17 milhões de reais.
Só faltou retroprojetores nas salas de aula.
Foto 03 - modelo de Esperantina
A escola é brilho. Exemplo para qualquer outra. 
Como já disse em várias rodas de amigos professores, a estrutura dessa escola deveria está recebendo o UFPI ou mesmo a Universidade Federal do Piauí em Esperantina.

Por outro lado, em respeito à luta de Elisaldete Taquary, esta estrutura deve sim ser direcionada aos cursos técnicos profissionalizantes. Pelo menos por enquanto.
Foto 04

Foto 05 - Auditório

Foto 06 - equipe de professores
Ftos 01 e 03 - cidadeverde
Fto 02 - fnde
Ftos 04 e 05 - portalesp
Fto 06 - revistaaz  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Bom dia ou Boa Tarde?

Alguns seres classificam esta diferença entre dar um BOM DIA ou BOA TARDE levando em conta o ALMOÇO e não as horas do movimento de Rotação da Terra. Você já foi corrigindo quando desejou um BOM DIA para quem já tinha almoçado? Provavelmente que sim. As indesejadas situações onde somos corrigidos quanto as felicitações de gentileza muitas das vezes não são agradáveis. Então quando devemos desejar BOM DIA, BOA TARDE? Depende das horas e não do almoço em si. Os cronologistas não aceitam esta afirmativa. Para os cronologistas o DIA tem 24 horas, portanto, desde que você esteja dentro desse período sempre será "dia". Como será você chegar na casa do (a) namorado (a) a partir das 21:00 hs e dar um BOM DIA em plena noite? No mínimo será cogitado de doido(a) ou bêbado(a). Independente da gentileza que queira passar ou até mesmo a educação que recebeu dos pais e familiares em geral o mais adequado é que das 06:00 hs até as 12:00 hs você deve dar um BOM DIA e depois do meio dia até a…

Países de industrialização tardia.

Depois da Inglaterra, Bélgica, França e Estados Unidos foi a vez de Alemanha, Japão, Canadá e Itália a se industrializarem. Por que a Alemanha (3ª Economia do mundo) se industrializou tardiamente em relação aos países pioneiros? Sua história é marcada por guerras, destruição e reconstrução. Foi derrotada tanto na 1ª como na 2ª Guerra Mundial, foi dividida e mesmo assim conseguiu reunir forças para sair, rapidamente (30 anos) dos destroços e alcançar a 3ª posição dos países mais industrializados do mundo capitalista de hoje. O Japão foi a 1ª potência a se industrializar na Ásia. Hoje é a 4ª potência econômica do mundo. Mesmo durante a 2ª Guerra, onde foi totalmente arrasada, aprendeu que para se alcançar a meta de um país industrializado é necessário se investir em Educação para gerar capital e consequentemente comprar matéria-prima na qual não tem em seu pequeno subsolo. Este dois países deram exemplo de trabalho, dedicação, força de vontade e esperança para o mundo ao mostrar que me…

Não plante Nim Indiano

Especialistas de várias áreas, biólogos, geógrafos, pesquisadores, do estado do Ceará estão preocupados com a morte do bioma Caatinga naquele estado por conta do plantio desenfreado do Nim Indiano (Azadirachta). indica A. Juss.

Estes especialistas defendem esta tese com base em observações in locus nestes últimos 10 anos.

A região de Inhamuns, sudoeste do estado do Ceará, está sofrendo com a proliferação do Nim Indiano - planta exótica oriunda da Índia. 

Invés de plantar árvores nativas da Caatinga, a população em geral e o Estado estão preferindo o Nim. 

..."a espécie Nim se alimenta dos microrganismos da terra, é repelente natural de proporções desastrosas para a fauna e a flora, tem poder extraordinário de reprodução que já está sem controle, é árvore invasora, é abortivo natural que já ocasiona danos na região", explica Jorge de Moura, secretário executivo do Pacto Ambiental da Região dos Inhamuns (Parisc).