4 de janeiro de 2017

Escola Técnica Profissionalizante de Esperantina

Foto 01
Enquanto o estado do Ceará conta com aproximadamente 115 Escolas Técnicas Profissionalizantes, construídas de acordo com os moldes do FNDE, o Piauí só agora ganha sua primeira.

E esta primeira escola técnica profissionalizante do Piauí começou a ser construída, pelo menos na cabeça e no papel, em 2008 através da equipe da SEDUC-PI comandada pelo secretário estadual daquela época Antonio José Medeiros e seu braço direito Marcílio Anísio.

A primeira escola técnica profissionalizante piauiense foi erguida na cidade de Esperantina. Por aqui quem sempre apoiou, e lutou, para este sonho sair do papel foi a atual diretora do Centro Estadual de Educação Profissional Leonardo das Dores (nome da escola técnica profissionalizante) Elisaldete Taquary.

Foto 02
A escola foi construída respeitando todo um orçamento e um modelo arquitetônico padronizado do MEC para todo o país em respeito ao clima, topografia e clientela de cada região.
Portanto, a escola técnica profissionalizante de Esperantina é igual às 115 do Ceará e tantas outras em outros estados federados do Brasil.

A escola de Esperantina foi construída com um orçamento de mais de 9 milhões de reais.
Quanto aos equipamentos, foram gastos (investidos) mais de 8 milhões.
Totalizando mais de 17 milhões de reais.
Só faltou retroprojetores nas salas de aula.
Foto 03 - modelo de Esperantina
A escola é brilho. Exemplo para qualquer outra. 
Como já disse em várias rodas de amigos professores, a estrutura dessa escola deveria está recebendo o UFPI ou mesmo a Universidade Federal do Piauí em Esperantina.

Por outro lado, em respeito à luta de Elisaldete Taquary, esta estrutura deve sim ser direcionada aos cursos técnicos profissionalizantes. Pelo menos por enquanto.
Foto 04

Foto 05 - Auditório

Foto 06 - equipe de professores
Ftos 01 e 03 - cidadeverde
Fto 02 - fnde
Ftos 04 e 05 - portalesp
Fto 06 - revistaaz  

Nenhum comentário:

Postar um comentário