17 de dezembro de 2009

CONTROVÉRSIAS INCOMPREENSIVAS DO DIA A DIA ESPERANTINENSE

Eu queria dizer tantas coisas que me pudesse fazer ficar bem comigo. Gostaria de poder abraçar meus inimigos.
Gostaria de ser civilizado como os animais.
Minhas palavras têm sido repercutidas ultimamente. Não sei se isso é bom ou ruim. Só sei que não consigo me omitir no que sinto, vejo e entendo.

Um erro não concerta outro, isso é o que eu penso.
Sempre falo que o costume bota a perder. E a falta dele faz muita gente se perder no que fazer.
Infelizmente, não é mesmo?
Eu não posso aceitar certas coisas que não entendo.

Sinto muito, mas não vou medir palavras, não se assustem nas verdades que eu direi.
Esperantina você sabe o que é PAC? Ou mesmo sabe o significado dessas letrinhas P - A - C?
Colega cidade espero que saiba pelo menos o que é andar na contramão.
Podem e tem vários os sentidos, depende da forma que vemos.
Pois é meu povo e minhas povas, hihihi.
Tentei me segurar para não me expressar sobre estes dois fatos hilariantes. Não consegui e aqui estou para relatá-los.

Como se oposicionar sobre algo que desconhecemos? Não me perguntem, pois a vida ensina, rsrsrs.

Invés de dar exemplos, pisam na bola e nos envergonham com tamanha falta de conhecimento pelo que reclamam.
Fizeram algumas exigências. Não foram aceitas. Então passaram a fazer oposição até mesmo contra aquilo que desconhece.
Sei que sou dotado de erros, diga de passagem, muitos erros. Mas não saber o SIGNIFICADO DA SIGLA P - A - C já passa do limite. Por quê? Porque o PROGRAMA DE ACELERAÇÃO DO CRESCIMENTO e do partido do qual vossa excelência faz oposição. Então se irá fazer outra reivindicação, pelo menos saiba do que se trata. Governo, partido, programas de ambos.

Boa prova para você também professora e/ou representante do povo?

Não deixa de ser verdade que este mesmo PAC deveria contribuir para termos ruas mais digna de circulação em nossa cidade, mas um vereador ser multado por está andando na contramão depois de muitos anúncios, só pode ser surdo ou mesmo analfabeto para ver que as coisas estão de mal à pior.


Abram os olhos Esperantina para ler as placas e responder corretamente as perguntas que lhes são feitas, seja aqui, seja no Maranhão para não continuar nos péssimos exemplos que temos por aqui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário