24 de fevereiro de 2012

Amaro Melo não cumpre com palavra e funcionários públicos entram em greve.

Bonito seu Amaro! Muito bonito pra o senhor.
Promessas são apenas promessas e política é apenas um meio de sustento de cada dia.
Educação? "Larga" isso de mão meu! O negócio agora é completar 18 anos e se candidatar. O sistema já está calejado mesmo então o jeito é andar na contra mão da evolução.
Educação? Melhor é ser mal educado mesmo para ver se alguém acredita em você.
Ontem veio a notícia da greve. Hoje veio a notícia de que um carroceiro de Esperantina ganha mais do que eu trabalhando em sala de aula. Nada contra este árduo trabalho, mas trabalhar com a cabeça está dando é muita DOR de cabeça.
A batalha por uma educação só irá dar resultados se todos, de quem a precisa, se unir. Colocar o pé na parede e não entrar em sala de aula enquanto as promessas não forem cumpridas.
Enquanto isso simples mortais pais e responsáveis pelos belos alunos batalhenses o querido gestor já está a preparar o próximo discurso, palavras de conforto, de esperança, de amor ao próximo juntamente com aquele abraço caloroso sem falar no aperto de mão misturado com um belo "olho no olho". Sabe para quê? Para continuar a atrasar a educação desse sofrido município que vive décadas de monopólio político, sem abertura de oportunidades e crescimento educacional.
Respeito? D'abo é isso?
Oportunidade de crescimento profissional? Isso não te pertence.
Amaro Melo? Um mel de doçura política vestido de uma calça alta de tanto humor.
Estou escrevendo besteira? Estou sim senhor, sabe por quê? Porque o amanhã vai ser tudo de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário