10 de outubro de 2012

A mesmice da mudança.

foto: meumundoedoavesso.blogspot.com
Tecnicamente produtivo, o PSDB é mais vantajoso no papel do que na arte de trabalhar em terras do Longá.
As eleições esperantinenses têm sim seu lado exclusivo de se realizar por ser uma grande abençoada por gente que só pensa na gente, exclusivamente em si próprio.
Quem perdeu? Quem ganhou? Neste momento de pupurinos assopros somente quem está na cabine da política se sai bem, enquanto quem está na carroceria do progresso continuará a pular e pegar poeira na casa.
Ninguém perdeu ou todos ganharam?
Ah quem diga que mudança é necessária mais traz seus medos.
Antes da votação o eleitor era a peça chave de todos os envolvidos na campanha. Agora, três dias depois, o que se observa é euforia de quem irá se beneficiar com as próximas politicagens. É um ar de "eu me dei bem" e o eleitor de outrora que se dane.
O PSDB piauiense enquadrado e salvo com o jeito de trabalhar do "silvionistmo" e o "firminismo" nos assegura que Esperantina têm, sim, jeito. Mais é preciso mão de ferro para contornar os ânimos de quem quer apenas mamar na máquina administrativa.
O "silvionismo" demonstrou muito bem como deve ser governada uma cidade. Com pessoas técnicas em cada área se vai longe e para longe da miséria. Não que apenas as técnicas ou mesmo a tecnologia propriamente dita irão dar um caminho salvador para nossa terra mais é necessário nos âmbitos atual termos pessoas competentes e engajadas no desenvolvimento, interligado, de todas as áreas que contornam a administração pública de Esperantina.
Seu Chico não perdeu para o Lourival muito menos Lourival ganhou de dona Vilma. O PT perdeu para o PSDB ou o PSDB soube vencer a forma petista de administrar?
Neste momento de aflição administrativa e progresso em que estamos vivendo, digo referindo-me à Esperantina, devemos sim está ciente que a mudança houve nas urnas mais o caminho até ela continua a ser o mesmo: obscuro, decidido nas últimas horas, como diz meu velho grupo de amigos de pouco mais de uma década: "no fechado da noite e no amanhecer do dia".
As propostas "para vencer" foram colocadas na mesa. A dívida foi grande e agora os interesses deverão ser atendidos.
Quem bancou a campanha vencedora com certeza vai palpitar em quase tudo na administração desse jovem empresário que chega ao auge da política esperantinense.
Esperantina deve sempre está em primeiro plano mais infelizmente vivenciamos sanguessugas mudando de lado para nunca mudar a cara de nossa cidade e sim apenas as suas em salões de beleza, e aqui não excluo os homens, onde tentam esconder a cara limpa.
O mais importante agora é não perder as esperanças mesmo que a maioria dos anseios da população serão gastos com aluguel de carros, seja do Jânio ou do Zezinho, ou aluguel de casas, seja do Das Chagas ou da sogra na principal avenida da cidade.
A mudança começou, os problemas continuarão e o povo está na mesma.

Nenhum comentário:

Postar um comentário