27 de agosto de 2013

Se o espírito não me engana e a verdade não me mente... 1

Fto - camaramunicipaldebatalha
os servidores de Batalha estão quase enterrados vivos com esta proposta do atual governo municipal e infelizmente apoiada pela maioria dos vereadores.
Dos 11 vereadores apenas 03 dizem não votar a favor da Previdência Privada que Antonio Lages (esposo da gestora) quer implantar no município.
É de se envergonhar saber que os Vereadores Patrícia Vasconcelos, Elexandro Fontes e Guilherme Machado (este último irmão do vice-prefeito Opa e professor efetivo do município) estão apoiando esta proposta imunda. Fora estes três ainda têm mais 04 que estão do lado do 'prefeito' e contra os servidores. 
Vereador Elexandro Fontes
Converso que não tenho muito entendimento sobre esta forma de previdência e por isso nos últimos dias tenho dado muita atenção sobre as matérias, Brasil a fora, sobre o tema. Muitos municípios do Ceará estão com problemas, muitos outros do nosso próprio estado também. Esperantina hoje conta com esta forma de previdência e o resultado foi, anos atrás, certo desvio de conduta por parte de quem estava no comando da prefeitura. O próprio município de Batalha já passou por esta previdência e não deu certo. Isso aconteceu no fim da década de 1990.
Vereador Guilherme Machado
E porque seu Antonio Lages quer implantar esta previdência? Devemos nos perguntar. Se fosse coisa boa para os servidores acredito que o mesmo não estaria lutando para realizar. 
Tenho minhas dúvidas quanto a esta questão.
Quem vai comandar esta previdência no município?

Caso os vereadores aprovem esta imunda proposta estarão afirmando que são eleitos para ouvir e atender apenas os pedidos da gestão e não do povo. Hoje o povo (servidores) não querem esta previdência e o que vocês vereadores (Guilherme Machado, Patrícia Vasconcelos e Elexandro Fontes) irão fazer? Ficar do lado da gestão em troca de favores ou do povo em troca do cumprimento de suas obrigações e juramento?

Nenhum comentário:

Postar um comentário