28 de outubro de 2013

Uma leitura da 'História' da Geografia

E aqui vou discutindo a história da Ciência Geográfica. Vou de passos curtos e lentos. Mais ainda vou. Acabo de ler, por completo, mais uma obra de conhecimento geográfico. E assim mais um pouco do todo passei a conhecer ao juntar as peças, os pedaços do imenso espaço da geografia.
O livro "História do Pensamento Geográfico e Epistemologia em Geografia" organizado por Paulo R. Teixeira de Godoy de 2010 e lançado pela Ed. Cultura Acadêmica não quer suprir as deficiências muito menos as lacunas da história da qual a Geografia passou ou vem passando.
A Geografia tornou-se científica no século XIX e no Brasil só veio a se tornar universitária no século passado. Durante todo este tempo vários autores na área vem dando suas contribuições para um conceito-chave mais definido e concreto no que diz o objeto de estudo dessa ciência que trata o homem-natureza como ponto de partida para o entendimento da funcionalidade do planeta.
A Geografia é feita de partes. Só vendo as partes é que podemos ver o todo. Para isso o geógrafo deve sim ter conhecimento em outras áreas de cunho científico.
Estudiosos, geógrafos ou não, internacionais ou brasileiros, como Alexander Von Humboldt, Kant, David Harvey, Henry Lefèbvre, Euclides da Cunha, Pierre Monbeig, Leo Waibel, Josué de Castro, foram citados nesta obra pelos autores do livro.
As temáticas tratadas aqui são de fundamental importância no conhecimento geográfico sejam do espaço rural como do urbano, seja no artificial ou no natural.

Que venham outras leituras do espaço geográfico para melhor me sintonizar entre os humanos que fazem desse mundo um pouco mais complexo.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito".

Nenhum comentário:

Postar um comentário