18 de dezembro de 2013

Aumento da Energia, um grande Projeto.

Foto: sinefide
Para qualquer país que almeja se tornar desenvolvido não pode se dar o luxo de não ter energia suficiente para fazer funcionar sua economia.
O Brasil, riquíssimo na produção de energia hidráulica, procura aumentar a cada ano sua oferta de energia (elétrica, eólica, solar, nuclear) para atrair ainda mais investidores que possa amenizar nosso problema de emprego, renda e produção.  Esta oferta só melhora a situação financeira de todo o país.
É nítido que se o padrão de vida do consumidor aumenta os valores de todos os serviços e produtos também aumenta. Com a energia não é diferente.

Hoje a prefeitura esperantinense 'gasta' aproximadamente R$ 70,000,00/mês com energia pública e infelizmente arrecada apenas R$ 20,000,00. Fica claro que o déficit mensal é de aproximadamente R$ 50,000,00. E de onde a prefeitura tira este dinheiro para arcar esta despesa? É evidente que é de outras receitas.
E o que fazer para corrigir esta bola de neve negativa? 

Outras prefeituras do Território dos Cocais tem aumentado, gradativamente, anos após anos a valor da tarifa da energia pública. 

Por falta de conhecimento sobre o valor da opinião pública e principalmente pela falta de assessores gabaritados no assunto o Gestor Municipal Lourival Freitas enviou para a Câmara Municipal um projeto que aumenta de 5% para 20% o valor da tarifa da energia pública.

O melhor seria aumentar aos poucos esta tarifa paralelamente aos serviços ofertados para tanto a prefeitura como toda a sociedade esperantinense saiam da escuridão.

"Sou o que eu penso, para vocês, sou o que eu transmito".

Nenhum comentário:

Postar um comentário