3 de fevereiro de 2015

Piauí tem o maior complexo de energia eólica do Brasil

A chapada do Piauí, localizada nos municípios de Caldeirão Grande, Simões, Padre Marcos, Bethânia, Curral Novo e Marcolândia, região Sudeste de nosso estado hoje se torna o maior complexo de produção de energia eólica do nosso país. A estimativa era para Setembro. No entanto, devido o grande potencial, este recorde veio agora no fim de Janeiro.

Com investimos de empresas como Casa dos Ventos, Queiroz Galvão, Companhia Hidrelétrica dos Vales dos Rios São Francisco e Parnaíba (CHESF) e a norte americana ControlGlobal a Chapada do Piauí é subdivida em três subestações: Chapada I, II e III. As três juntas contam com 303 aerogeradores, assim distribuídos: Chapada I: 115 aerogeradores, Chapada II: 135 e a recente inaugurada Chapada III conta com 53 aerogeradores de energia eólica.

O nosso estado tem um grande potencial para geração de energia eólica. Mesmo com o menor litoral do país, nosso estado podia gerar até 1.000 MW de energia eólica. Este valor cresceu para 1.300 MW


Até então, nosso estado produzia apenas 88 MW de energia eólica. A maior parte dessa produção vinha do litoral. 

Agora não. Utilizando a grande quantidade de ventos da Chapada do Piauí, esta produção cresce absurdamente para o bem do nosso pobre estado do Piauí.
Este complexo gera mais de 3000 mil empregos diretos

A tendência é só aumentar a produção, pois as empresas se dizem satisfeitas com os investimentos feitos e espera que o governo estadual continue a dar todas as condições para o crescimento da produção de energia limpa em nosso estado que irá beneficiar não só o Piauí, mas também os estados vizinhos do Maranhão, do Ceará, Tocantins e até o Pará.

Em época de crise energética, esta notícia vem em boa hora, principalmente sendo em nosso estado.

Fto- unienergia.net

Nenhum comentário:

Postar um comentário