10 de novembro de 2015

Gestora Municipal fala sobre Desigualdade de Gênero

Recentemente a persistência da violência contra a mulher foi tema da Redação do ENEM 2015.
Esta triste realidade ainda trás transtornos psicológicos e físicos à mulheres, de todas as idades e classes sociais, por conta de vivermos em uma sociedade 'respaldada' em traços históricos culturais que muito nos envergonha ao longo de séculos.
Minoria apenas na forma de ser tratada, pois em números as mulheres são bem mais do que os homens, o mundo feminino é visto, pelos machistas de plantão, como inferiores perante o gênero X.

Muitas lutas foram e ainda estão sendo travadas para derrubar esta vergonha de desrespeito para com as mulheres.
Muitas mulheres, ao redor do mundo, marcaram sua passagem pela vida por conta das lutas que fizeram para libertar e dar todo o direito às mulheres nos quatros cantos do planeta, afinal, as mulheres também são humanas e merecem respeito, tolerância e amor.

Antes das provas do ENEM 2015 alunos dos 2ºs (manhã) do Centro Estadual de Educação Profissional Leonardo das Dores, pagando a disciplina Geografia, trabalharam a temática da Desigualdade de Gênero.
Como trabalho prático, os alunos do Curso de Hospedagem (2º C, Manhã) entrevistaram a Gestora Municipal de Esperantina, Vilma Amorim, em seu gabinete na Prefeitura Municipal de Esperantina.

Todos os alunos, em sala de aula, elaboraram as perguntas a serem feitas à gestora. Tudo bem planejado. 
Depois de digitadas as perguntas e agendada a entrevista, lá foram os alunos saberem da opinião da gestora municipal sobre desigualdade de gênero.    

Bem recebidos, os alunos Antônia Jarciele, Kryssyno de Jesus, Layana de Sousa e Maiara Marques tiveram a oportunidade de serem entrevistadores por um dia.

Várias foram as perguntas feitas. Entre elas:

- Senhora gestora Vilma Amorim, você já foi descriminada por ser a gestora municipal de Esperantina?
- Sim, principalmente nas redes sociais, respondeu a gestora.

- Como você faz para lidar entre família e seu trabalho?
- É muito difícil. Hoje está mais fácil por conta de meus dois filhos já serem grandes, quase adultos. No entanto as principais cobranças vem do meu esposo que sempre pede mais minha presença em casa. Mas ele entende que meu trabalho exige muito de mim, respondeu Vilma Amorim

Os alunos ficaram contentes com as respostas da gestora, mais ainda com a recepção da própria gestora que os receberam tão bem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário